SOLUÇÕES PARA DESVIAR CORPOS CELESTES QUE AMEAÇAM A TERRA

A imagem ilustra como seria o impacto de um asteroide na superfície da Terra. Algo semelhante a essa ilustração ocorreu na extinção dos dinossauros.

Após um asteroide ter rasgado o céu russo ainda persiste o interesse de algumas pessoas a respeito da queda de corpos celestes na Terra. O asteroide que assustou o mundo no dia 15 de Fevereiro tinha velocidade aproximada de 65 mil quilômetros por hora, passou a ser freado pelo atrito com o ar e se desintegrou a aproximadamente 20 quilômetros de altitude. A maior parte da energia cinética do asteroide foi transferida para o ar em sua volta que aqueceu e se expandiu rapidamente criando uma onda de choque que se propagou até a superfície causando uma súbita variação de pressão que gerou estragos e feriu pessoas. As previsões estatísticas afirmam que um asteroide do tamanho de um campo de futebol deve atingir a Terra a cada 100 anos, portanto estamos dentro do previsto e segundo a NASA, a salvo durante as próximas 10 décadas. Porém o incidente plantou insegurança nas pessoas que passaram a sentir-se diretamente ligadas aos fenômenos astronômicos. Muitas perguntas estão sendo feitas principalmente sobre a possibilidade de sermos atingidos em cheio por um corpo celeste e sobre nossas formas de nos proteger disso. Bem, vamos falar um pouco sobre nossas defesas.

O nosso planeta é constantemente atingido por corpos pequenos com aproximadamente o tamanho de uma bola de basquete e que são percebidos apenas por especialistas que realizam constantes observações celestes. Quando os corpos se deslocam em direção a superfície da Terra a atmosfera age como uma armadura natural. O atrito com os seus gazes e a combustão que ocorre quando a concentração de oxigênio aumenta faz os corpos se desintegrarem. Contudo atualmente essa é nossa única defesa contra os corpos celeste que nos ameaçarem.

Alguns questionam a possibilidade de detonar um asteroide e assim evitar sua colisão, porem isso seria piorar o problema exponencialmente, multiplicando os riscos ao fragmentar o objeto. Atualmente existem três possíveis métodos em estudo para desviar um objeto do nosso planeta:

Atacar o corpo celeste – Os cientistas europeus estudam a possibilidade de atacar o corpo celeste a uma velocidade altíssima, cerca de 30 mil km/h, perto de seu centro de gravidade, sob um ângulo particular e o desviar.

Usar a lei da atração embasando-se na Gravitação Newtoniana – O projeto americano consiste em fazer um trator gravitacional colocando um veículo espacial por muito tempo próximo ao asteroide.

Efeito de sopro – Por sua vez os russos estudam o desvio de trajetória por meio de um efeito de sopro que pode ser gerado por uma explosão próxima ao asteroide.

Este mês os cientistas irão reunir-se em Bruxelas para discutir os projetos. Será o primeiro balanço anual do programa da União Europeia NEO-Shild (Escudo contra os objetos próximos da Terra), ou geocruzeiros, que iniciou em 2012 com projeto de duração de três anos. Após ser encontrado o método mais eficaz serão necessários muitos anos para encontrar a solução operacional.

Caso a UE aceite a proposta um demonstrador será lançado em 2020 para testar e validar a opção escolhida, alcançando um objeto além de 36.000 km de altitude onde giram os satélites de comunicação.

By Eliseu Beltran

5 comments on “SOLUÇÕES PARA DESVIAR CORPOS CELESTES QUE AMEAÇAM A TERRA

  1. É muito doido esses caras que se dedicam a esses estudos. Parecem super gênios que podem até salvar o planeta. Esses parecem ser os verdadeiros super heróis.
    Blog muito interessante. Também gostei do layout..
    Tem uns blogs que quando vejo o layout fico um tanto sem vontade kkk.
    Abç

  2. Parabém por falar um pouco sobre o assunto porque acredito que é do interesse da sociedade. A ciência parece estar progredindo muito mesmo. Espero que tudo vá bem e rapidamente tenhamos algo para nos proteger.

    Fuiiiiiiiiii

  3. Cesar, não sou cientista, mas gostando de ciência e buscando conhecer o básico acho que você deve dizer as razões que te levam a crer no que esta afirmando e não apenas dizer bobagens, Sem me estender, pelo contrario de você, penso que as propostas bem estudadas podem dar muito certo simplesmente porque a teoria da Gravitação Geral de Newton é confiável sendo testada e aceita. Você deve pensar também em nossas tecnologias que firmadas na ciência podem nos dar suporte para o desenvolvimento de uma defesa eficaz.

    Ao escritor do blog deixo os meus parabéns.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s